Lenda do Bumba-meu-boi

bumba-meu-boi

A lenda do Bumba-meu-boi conta que um rico fazendeiro possuía um boi muito vistoso e bonito, que inclusive sabia dançar. Pai Chico, um trabalhador da fazenda, rouba o boi para satisfazer sua mulher Catarina, que está grávida e sente uma forte vontade de comer a língua do boi. Enquanto Pai Chico está matando o vistoso…

Lenda do Carneirinho de Ouro

carneiro-ouro

É uma lenda da cidade de Oeiras. Dizem os antigos que o carneirinho vive em uma gruta do Morro do Leme e costuma sair do seu esconderijo às altas horas da noite para passear até o Morro do Sociedade, no lado oposto da cidade. É reluzente, anda rápido e ninguém até hoje conseguiu pegá-lo. Dizem…

Lenda Morou, Tá na Boca

morou-ta-na-boca

Lenda piauiense gerada do relacionamento de um alfaiate anão com sua irmã na cidade de Teresina. Conta a lenda que quando a vizinhança descobriu o relacionamento, espancaram a moça te tal maneira que ela fugiu da cidade e nunca mais foi vista. O anão com medo de também ser coagido, nunca mais saiu de casa,…

Lenda do Caipora

caipora-lenda

Lenda piauiense, o Caipora protege as caças, chegando a espancar os cachorros dos caçadores. Aparece mais nas noites de quinta para sexta-feira, mas é difícil encontrá-lo, já que anda à noite e está sempre por longe, espreitando. Às vezes, joga pedra nos caçadores e dá tanto de cipó nos cachorros que eles voltam para os…

Pé de Deus e Pé do Diabo

cidade-oeiras

De acordo com a lenda do Pé de Deus e Pé do Diabo, no centro da cidade de Oeiras, existe uma pedra fincada no chão que traz sobre ela a marca de um pé esquerdo. Dizem que é a marca do pé de Jesus e, por isso, os moradores fiéis ali vão rezar, acender velas…

Lenda do castigo do castelo de pedras

castelopedras

Era uma vez um rei que morava em um imenso castelo de torres altas. Costumava promover festas que se transformavam em grandes orgias, para as quais convidava moças e rapazes bonitos, muitos vindos até do exterior. As festas eram parte de um ritual sanguinário, pois acabavam em carnificina, já que o rei mandava matar todos…

Lenda da porca do dente de ouro

porca-dente-de-ouro

Diz a Lenda da porca do dente de ouro que há muito tempo em Teresina, uma moça namoradeira, danada e desobediente, travara uma terrível briga com a mãe; dando- lhe uma dentada e arrancando um tampo do rosto da velha. Depois disso, a jovem trancou-se no quarto e não queria conversar com ninguém. Ela via…

Lenda de Miridan

lenda-de-miridan

Segundo a lenda, Miridan era uma linda jovem da tribo dos Acaroas, que habitava as margens do rio Paraim. Desde o nascimento, havia sido escolhida pelos deuses, Miridan nunca poderia se casar. Somente o velho pajé Piauiguara sabia que, se Miridan conhecesse o amor, ela teria um membira (filho, na língua Tupi) que não poderia…

Lenda da mulher num-se-pode

num-se-pode

Conta a lenda que na praça Saraiva tarde da noite, aparecia uma mulher ostentando sua beleza debaixo de um dos lampiões ali existentes. Movidos pelo desejo de conquistar aquela bela aparição, os homens se aproximavam para conversar ou, quem sabe, aventurar um romance. Ao chegarem perto, a linda mulher pedia um cigarro, e quando recebia…

Lenda de Zabelê

lenda-de-zabele

O chefe da tribo dos Amanajós tinha uma filha chamada Zabelê, que amava Metara, um índio da tribo dos Pimenteiras, terríveis inimigos dos Amanajós. Dizendo que iria colher mel perto de onde o rio Itaim deságua no rio Canindé, Zabelê aproveitava para se encontrar com o seu amado Metara. Um dia, um índio chamado Mandahú,…